São Paulo – Desde que denunciamos o ataque racista recebemos inúmeras manifestações de apoio e solidariedade. Entre todas, registramos a do Promotor Christiano Jorge Santos, do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado do Ministério Público de S. Paulo, de Flávio Carrança e Sandra Martins e Angélia Basthi, respectivamente da Coordenação de combate ao Racismo dos Sindicatos dos Jornalistas de S. Paulo e do Rio, e de Gus Erlichman, representando a comunidade judaica de S. Paulo.

Veja abaixo:

Prezados Dolores e Dojival: Parabéns pelo retorno ao ar da Afropress.com (respondo sem ter aberto a página, ainda – 11h45) e parabéns a todos nós pelo desenrolar do caso com a possível denúncia contra o rapaz racista. Como bem disse o dr. Luiz Fernando, os casos têm caráter pedagógico. Fiquei especialmente feliz, também, com a pronta atuação do colega Julião do DF. Tenho certeza que o MP tem tentado demonstrar à sociedade a importância de seu papel. Conto com vcs. no evento do dia 15! Abraços. Christiano 

Dojival, Os arquivos chegaram bem. Tenho acompanhado a luta da Afropress e torço para que haja justiça, e mais ainda consigamos trazer a reflexão para a sociedade. Abraços, Juciara da.Cruz, Assistente Administrativo do Ibase – Instituto Brasileiro de Análises Sócio-Econômicas –

Linha Programática – Monitoramento de Políticas Públicas Campanha Diálogos contra o Racismo Que maravilha, que perseverança, que garra. Estaremos divulgando o andamento do caso da Afropress na coluna da Cojira-Rio do sindicato dos jornalistas do município do RJ. Abraços Sandra Martins da Coordenação da Cojira-Rio

Prezado Dojival, Conte com a Cojira para o que for necessário e estiver ao nosso alcance. Abraço. Flavio Carrança (Cojira/S. Paulo)

Caro Dojival, tomamos conhecimento do ato racista da qual a Afropress foi vítima e venho por meio desta transmitir o meu apoio. Nas útlimas semanas a comunidade judaica tem sido vítima (via e-mail e via orkut) de diversos ataques racistas, vindos sempre da mesma origem. Como vocês, nós também acreditamos na punição destes vândalos. Tomei a liberdade de publicar em nosso site o seu comunicado. Qualquer problema entre em contato. Grande abraço e força! Gus Erlichman – [email protected] Visite > PLETZ.com – a comunidade judaica on-line!

Bom dia!!!!!! Tenho acompanhado o desenrolar da história através de seus informativo. Desde já agradeço e continuo a disposição. Boa semana! Abs negro fraterno: Eloisa Helena (Quilombela – Quilombelas: Núcleo de Mulheres Negras de SJCampos

Olá Dojival, Receba nossa solidariedade. Vamos divulgar esse insulto na nossa página dentro do sindicato dos jornalistas do Rio de Janeiro. Conte com nosso apoio. Angélica Basthi da coordenação da Cojira-Rio (Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial-RJ)

Dolores, Quero desejar boa luta a vocês e minha solidariedade. Este evento denúncia pra nós que a questão do racismo não é assim tão simples, e que a nação brasileira não é assim tão amulatada, como pensam alguns. Um grande e fraterno abraço, Maria Rita Py Dutra – escritora,autora de “Zéca um Herói Negro”, “O Sonho da Jamila”, “Dia dos Negros”, “Os Problemas de Junior”, e “Aniversário de Aziza”.

Vcs tem o meu apoio! Vamos em frente até o final! Pai Celso de Oxaguián. Rede Nacional Religões Afro-Brasileiras e Saúde. Somente hoje fiquei sabendo desse meio de comunicação, Afrobrasileiro. Acho que não havia prestado atenção.Aproveito o ensejo para hipotecar a minha total e irrestrita solidariedade ao trabalho que vocês vem desenvolvendo.

A resposta à esses vândalos, criminosos e inescrupulosos tem que ser incansável e levada às ultimas conseqüências. Muito Axé!!! Moisés da Rocha – radialista e criador do programa de rádio “O Samba pede Passagem”

Quero prestar o meu total apoio à causa levantada neste e-mail. Como cidadão e, antes de tudo, como negro, devo assumir essa causa junto ao Afropress. Estou a disposição para o que for preciso. Um grande abraço e continue a força, Rodrigo Conceição Santos Repórter Revista [email protected]

Da Redacao