S. Paulo – O prefeito de S. Paulo Fernando Haddad (PT) deve anunciar, finalmente, esta semana o nome do substituto de Netinho de Paula, vereador do PC do B, cantor, apresentador e atual secretário municipal, que deixará a Secretaria da Igualdade Racial (SMPIR) da Prefeitura para disputar uma vaga de deputado federal nas eleições deste ano.

Dois nomes disputam a indicação: o cartunista e publicitário Maurício Pestana, editor executivo da Revista Raça Brasil, e Antonio Pinto, o Toninho, assessor de Netinho.

Segundo fontes que acompanham a queda de braço travada no partido até a semana passada, Pestana levava vantagem por ser apoiado pelo ex-ministro dos Esportes e presidente estadual da legenda, Orlando Silva, e pela máquina partidária, inclusive o presidente do diretório municipal, ex-vereador Jamil Murad. Silva é o primeiro suplente do Partido e com a ida de Netinho para o secretariado de Haddad assumiu uma cadeira na Câmara.

Nos últimos dias, porém, Toninho, que tem o apoio aberto de Netinho, estaria em vantagem na corrida para se tornar secretário porque o Partido teria desistido de convencer Netinho a assumir o nome de Pestana, considerado de maior visibilidade pública. Netinho, contudo, levará ao prefeito os dois nomes indicando qual é o de sua preferência.

Em favor de Toninho, estaria contando ainda o fato de, ao contrário de Pestana que não tem filiação partidária, ser filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT). A Secretaria Municipal da Igualdade Racial criada na atual gestão estaria na cota do PC do B, daí a insistência do Partido de convencer Netinho a abdicar do nome de sua preferência.

Seja quem for o escolhido pelo prefeito, a disputa pela sucessão de Netinho deixou em segundo plano a ex-ministra da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) e atual secretária- adjunta, Matilde Ribeiro, cujo nome era tido como certo para assumir a secretaria.

Da Redacao