Santo André/SP – Começa nesta segunda (1º/07) e vai até sexta-feira (05/07), nas Faculdades Integradas Coração de Jesus (FAINC), em Santo André, no ABC paulista, a 17ª de Formação Profissional promovida pela Federação das Entidades Assistenciais (FEASA) reunindo educadores, profissionais da saúde, assistentes sociais e técnicos e profissionais que atuam em entidades da cidade. A Semana ocorre há 17 anos sem interrupção e terá oficina para tratar do tema "Inclusão Social Focada nas questões de raça e de gênero”. O prefeito de Santo André, Carlos Grana (PT) já confirmou presença na abertura.

Este ano o eixo temático escolhido pela FEASA, entidade que desenvolve trabalhos sociais há 43 anos (foi fundada em 1.970) será “Ética: o que eu quero, posso e devo”. Segundo a coordenadora técnica, a assistente social, Maria Inês Villalva (na foto da capa com o prefeito Grana), que também atua no trabalho de adoção de crianças, a Semana de Formação Profissional começou com apenas 110 participantes em três salas da instituição de Assistência Amélia Rodrigues e vem crescendo ano após ano. Neste, o número de participantes chega a 630 participantes – um aumento de 30 vagas em relação ao ano anterior. "Tivemos que estabelecer esse limite de vagas porque o interesse na participação tem sido crescente", conta.

Questão de raça e gênero

A oficina que trata da inclusão social focada nas questões de raça e de gênero tem como facilitador, pelo sétimo ano, o advogado,  jornalista e editor de Afropress, Dojival Vieira. Nos sete anos em que o tema da discriminação de gênero e raça foi tratado, cerca de 200 profissionais participaram da oficina.

Segundo Maria Inês, a ideia de incluir o tema aconteceu a partir de uma palestra do consultor, que ela assistiu em 2005, na Universidade Metodista, campus do Rudge Ramos, quando da realização do Fórum Social Regional do ABC.

“Na verdade, a FEASA sempre teve essa preocupação com o trabalho de adoção de crianças de outras etnias. Ter ouvido a exposição aumentou a minha preocupação em relação as crianças afrodescendentes que não apareciam, e eram tidas como crianças “não adotáveis”. Hoje, podemos dizer que isso está mudando”, afirma.

Maria Inês também disse que a avaliação da Oficina fez com que ela venha sendo mantida ininterruptamente. “A avaliação é extremamente positiva. É a Oficina que tem se mantido com mais constância que se repete pelo maior número de anos”, enfatiza, acrescentando que uma das ideias da FEASA "é reunir o material da oficina em todos os anos, transformando essas experiências em trabalho acadêmico”.

Adoção

Em relação ao trabalho da entidade que prepara para que as adoções sejam conscientes e responsáveis, Maria Inês afirma que, nos últimos anos, tem havido mudanças positivas no perfil das famílias pretendentes. “No começo a preferência quase total era por crianças brancas. A adoção tinha a pretensão de imitar a biologia. Hoje é mais comum que as pessoas que estão na fila de pretendentes considere a questão de raça indiferente e também já aparece a preferência por crianças brancas e pardas”, acrescenta.

Só em Santo André, anualmente cerca de 160 crianças são acolhidas nas várias entidades de abrigo, sendo que cerca de 40% são pretas e pardas. A Semana de Formação Profissional tem apoio da Fundação Salvador Arena e da Fundação Terra dos Homens da Alemanha.

Confira a programação da 17ª Semana de Formação Profissional da FEASA

PERÍODO: de 01 a 05 de julho

HORÁRIO: das 8 às 12 horas

LOCAL: FAINC – Faculdades Integradas Coração de Jesus

ENTRADA: Rua Xavier de Toledo, 243– Centro – Santo André – São Paulo      

EIXO TEMÁTICO: “Ética: O que Eu Quero, Posso e Devo”

PROGRAMAÇÃO

DIA 01/07 – 2ª FEIRA

das 08:00 às 09:00 horas – Abertura do evento na quadra da FAINC

das 09:00 às 09:20 horas – Café da manhã coletivo n o páteo da Escola

das 09:20 às 12:00 horas – Oficinas,

DIAS 02, 03 E 04/07 – 3ª, 4ª E 5ª Feira

das 08:00 às 12:00 horas – Oficinas

Café (conforme indicação nas salas)

Turma I – das 09:30 às 10:20 horas

DIA 05/07 – 6ª Feira

das 08:00 às 10:00 horas – Oficinas

das 10:00 às 10:30 horas – Café Comunitário nas próprias Oficinas

das 10:30 às 12:00 horas – Atividade de encerramento (Ginásio de esportes)

Da Redacao