S. Paulo – A realização de um Seminário previsto para o dia 03 de fevereiro nas dependências do Núcleo de Consciência Negra na USP, fechará o processo de avaliação da Parada Negra de 2.006 e iniciará os preparativos para a edição de 2.007.
Essa foi a principal decisão tomada em reunião realizada neste sábado por ativistas do Movimento Brasil Afirmativo, no Conselho da Comunidade Negra do Estado de S. Paulo.
O Seminário, que será de formação e organização, terá como tema “Os Desafios para um Brasil Afirmativo” e discutirá as origens históricas da desigualdade racial, o período do escravismo, a política de branqueamento adotada pelo Estado Brasileiro no pós-Abolição, e as Ações Afirmativas e Cotas – seus princípios, fundamentos jurídico e histórico e as iniciativas que tramitam neste sentido no Congresso brasileiro. Textos serão elaborados e distribuídos previamente aos participantes.
Também será discutida uma Carta de Princípios, o modelo de organização do Movimento, um Programa mínimo e uma Agenda para o ano de 2.007. A idéia é que a mobilização para a Parada Negra 2.007 comece com bastante antecedência.
Os interessados em participar do Seminário que acontecerá das 9h às 18h, já poderão fazer suas inscrições. A taxa de inscrição será de R$ 15,00, com direito ao almoço que será servido no próprio local. Informações na Redação de Afropress ou com o professor Antonio Jacinto, no e-mail [email protected]

Da Redacao