Brasília – A Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), ligada à Presidência da República, realiza nesta quinta e sexta-feira (29 e 30/05), o seminário “Diálogos: Democracia e Comunicação sem Racismo, por um Brasil Afirmativo”, que reunirá profissionais ligados à Comunicação, na sua maioria pessoas das relações de amizade da ministra chefe Luiza Bairros, profissionais da comunicação de trajetória independente, entre os quais Fernando Conceição, e outros da base de sustentação do Governo como Edson França, coordenador geral da UNEGRO, a corrente de negros do PC do B.

A Afropress foi convidada, porém, o convite da assessoria da ministra, assinado pela especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental, Carmen Cira Lustosa da Costa, foi enviado com prazo de validade vencida. Encaminhado na terça-feira (27/05), dois dias antes da abertura do seminário, é dirigido ao editor jornalista Dojival Vieira com uma proposta de Concessão de passagens e diárias anexado para o caso de ser aceito.

No próprio formulário, porém, é citado o artigo 1º, inciso I da Portaria MPOG 5005/2009, que diz que “a viagem deverá ser programada com antecedência mínima de dez dias”.

Sectarismo

O jornalista disse lamentar "o grau de sectarismo e ausência de espírito republicano da atual gestão da SEPPIR, que finge ignorar o trabalho sério feito há oito anos pela Agência que é conhecida dentro e fora do Brasil e que é lida por milhares de pessoas diáriamente, inclusive pelos gestores da SEPPIR".

Segundo o editor de Afropress, a ministra chefe da SEPPIR já demonstrou, mais de uma vez, o seu “desapreço pela liberdade de imprensa e só tolera a mídia preta chapa-branca”. “Mesmo que tivéssemos sido convidados a tempo e não por meio dessa simulação grosseira de um convite feito às vésperas que para ser atendido remete ao pedido de passagens que já não pode ser feito, não aceitaríamos participar do referido seminário com passagens custeadas por dinheiro público”, afirmou.

“O jornalismo feito pela Afropress se pauta pela independência em relação a Governos. Qualquer Governo, de qualquer partido. Não somos assessoria de imprensa nem agência de propaganda. Só iríamos, em primeiro lugar, se convidados; em segundo, se dispuséssemos de tempo na agenda; em terceiro, por conta própria. Somos contra essas verdadeiras ações entre amigos que nada mais são do que o velho jogo da cooptação, que é a prática corrente do grupo político que controla hoje a SEPPIR como se fosse uma instituição privada. Os "Diálogos" da ministra, está demonstrado mais uma vez, são só com quem com ela concorda, ou com os bajuladores de ocasião", concluiu. 

Confira abaixo a programação do seminário e a "Proposta de Concessão de Passagens e Diárias", bem como a prova da validade vencida.

Presidência da República

Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial

Proposta de Concessão de Passagens e Diárias

O PARA O DISPOSTO NA PORTARIA MPOG 505/2009: Artigo 1º, inciso I: “a viagem deverá ser programada com antecedência mínima de dez dias” Artigo 1º, inciso IV: ”a solicitação da emissão do bilhete de passagem aérea DEVERÁ ser ao menor preço, prevalecendo, sempre que disponível, a tarifa promocional em classe econômica”. Ao final da viagem, devolver os canhotos dos cartões de embarque e o respectivo relatório de viagem no prazo máximo de cinco dias úteis.

Brasilia,    /     /       .                                                                             

Proposto:                                                                                 Autorização:

Da Redacao