São Paulo – O governador de São Paulo, José Serra, assina nesta quarta-feira, (22/08), em solenidade prevista para às 10h30, no Palácio dos Bandeirantes, o decreto que cria o Selo Diversidade, visando estimular as empresas do Estado a combaterem todo tipo de discriminação – em especial, as discriminações de raça e de gênero.
O Selo Diversidade foi adotado pioneiramente, no âmbito do Município, por iniciativa da Comissão Intersecretarial de Monitoramento e Gestão da Diversidade (CIM-Diversidade), da Secretaria do Trabalho, presidida pelo jornalista Dojival Vieira. A Comissão tem como objetivo implementar o GRPE – Programa de Fortalecimento Institucional para a Igualdade de Gênero e Raça, Erradicação da Pobreza e Geração de Emprego -, da OIT.
Na primeira edição deste ano, 39 empresas públicas e privadas entidades sindicais e organizações da sociedade civil assinaram o Pacto pela Valorização da Diversidade, credenciando-se a receber o Selo. Entre as que tem o Selo estão a Companhia do Metrô, a Companhia de Engenharia de Tráfego, a SPtrans, além de empresas privadas como a Camisarias Colombo, a Fersol e entidades sindicais como Sindicato dos Comerciários de São Paulo.
No Estado, o decreto que será assinado pelo governador Serra cria um Comitê de Gestão composto por membros de Secretarias das Relações Institucionais, de Gestão Pública, da Justiça e Defesa da Cidadania, Emprego e Relações do Trabalho e Desenvolvimento, além de representantes das Universidades públicas, da Fiesp, Febraban, Associação Comercial de S. Paulo, entre outros.
Mudança de atitude
Caberá a este Comitê, que funcionará ligado ao secretário de Relações Institucionais José Henrique Reis Lobo, definir os critérios para a concessão do Selo às empresas e organizações do Estado que desenvolvam ou se comprometam a desenvolver programas, projetos e ações de promoção e valorização da diversidade em seus ambientes de trabalho.
O Coordenador do Grupo executivo que terá a tarefa de implementar as medidas necessárias será o ex-secretário do Trabalho no Município, Gilmar Viana, em cuja gestão foi criado o Selo do Município. O atual secretário, Geraldo Vinholi, desde que assumiu, em março manifestou apoio à iniciativa e a CIM-Diversidade, se prepara a segunda edição do Selo, com vigência em 2.008.
Segundo Viana, o Selo criado pelo Estado é uma atitude. “O Selo vai na direção de se estabelecer valores comportamentais importantes para uma sociedade mais justa, mais igualitária e fraterna. Esses obstáculos, como por exemplo as discriminações de raça e de gênero, só se resolvem com mudança de atitude. E isso é isso: uma mudança de atitude”, afirmou.
O evento de lançamento terá a palestra do professor Paulo Sérgio Pinheiro, membro da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (OEA), que fará palestra sobre “Direitos Humanos no Brasil e no Mundo – Balanço e Perspectivas”. O ato também contará com a presença de Oded Grajew, presidente do Instituto Ethos de Responsabilidade Social e Empresas, e do professor Hélio Santos, presidente do Instituto Brasileiro da Diversidade (IBD).
O Ethos e o IBD foram alguns dos principais parceiros na concepção do Selo de São Paulo.
Veja a programação
Data: 22/08/07
Local: Palácio Bandeirantes.
10h30 – Abertura com coffe brack.
11h – Abertura oficial com a palestra do professor Paulo Sérgio Pinheiro
12h – Assinatura do Decreto criando o Selo e o Comitê Gestor

Da Redacao