S. Paulo – A Coordenação do Serviço de Defesa contra o Racismo (SOS Racismo) da Assembléia Legislativa de São Paulo empossou nesta sexta-feira (21/09), às 19h, os 15 membros do seu Conselho Consultivo.
O Conselho, que tem mandato de um ano, segundo o seu coordenador Francelino da Silva Neto, terá como atribuição auxiliar a coordenação do SOS Racismo a definir prioridades e a desenvolver os seus trabalhos, bem como será responsável pela indicação das entidades que formarão o Conselho Consultivo do órgão.
O SOS Racismo foi criado por intermédio da Resolução 753, de 5 de maio de 1.994 (Projeto de Resolução 05, de 1.991, de autoria do ex-deputado Jamil Murad) e tem como como atribuição “colaborar com entidades públicas e ou particulares na eliminação de ações discriminatórias por motivo de raça ou origem”, bem como receber e encaminhar aos órgãos competentes, para apuração e aplicação das penalidades legais, as denúncias que lhe forem feitas de atos de discriminação”.
Entre os membros do Conselho está o jornalista Dojival Vieira, editor de Afropress. Os demais membros são: Osvaldo Rafael Pinto Filho, Celso Martins Fontana, Milton Barbosa, Cláudio Aparecido da Silva, Alberto Ferreira, Silvio Fernando Lopes, Vicente Ferreira dos Santos, Deise Benedito, Sônia Aparecida dos Santos, Márcia Antonieta Farro, Irene de Paiva, Benedita Aparecida da Silva, Célia Regina Palma Martins e João José Elias de Oliveira.

Da Redacao