S. Paulo – Os 47 delegados eleitos na Plenária Estadual para o Congresso dos Negros e Negras do Brasil, viajam nesta sexta e sábado pela manhã para o Rio para participar da Assembléia Nacional de Entidades Negras, no Instituto de Ação Social (IMAS).
A Assembléia Nacional é a instância máxima de deliberação e deverá contar com a presença de cerca de 200 delegados de todo o país. A abertura do Congresso está prevista para março.
Além da data de abertura, Assembléia definirá sua duração, os critérios para a eleição de delegados e os temas que serão debatidos. A Comissão de Organização é composta pelo Movimento Negro Unificado, Centro de Apoio as Populações Marginalizadas (CEAP, Martin Luther King e Aspecab. Quem precisar de maiores informações sobre hospedagem e acomodações pode ligar para Denise Barbosa (9627-2030), João Carlos Araújo (8836-5468) e Lia Vieira (021-2210-1157).
Na Plenária de S. Paulo, no sábado na sede da APEOESP, foi possível ter uma visão da intensidade dos debates. Depois de uma análise de conjuntura feita pelo jornalista José Carlos Rui, do Jornal Causa Operária, e por Milton Barbosa, um dos fundadores do MNU, o encontro, que reuniu cerca de 200 ativistas, foi aberto a intervenções de três minutos sobre a temática do Congresso.
A maior parte dos militantes presentes ouviu com atenção Milton Barbosa, porém, reagiu com insatisfação e desagrado quando Rui disse que “cotas e raciais e sociais eram quase a mesma coisa”. “Não!!!”, reagiu a platéia. Com uma análise de conjuntura mais próxima aos tempos da Guerra Fria, em que chegou a “pregar” a derrocada do imperialismo, segundo ele, “na defensiva, como demonstra o enforcamento às pressas de Sadam Hussein”, Rui transformou sua análise numa sessão de louvação ao Governo Lula. “O discurso de posse indicou que estará mais à esquerda”, discursou.
Na seqüência da primeira mesa, o professor Antonio Jacinto e o jornalista Dojival Vieira, editor de Afropress, defenderam o documento “A superação da desigualdade racial e os desafios para um Brasil Afirmativo”. Dojival, especialmente, disse que a análise de Rui, além de insuficiente, confundia os menos avisados ao misturar cotas raciais com cotas sociais. “Não se pode conciliar com esse tipo de mistificação”, afirmou.
Na segunda mesa, a socióloga Givanilda Gomes dos Santos e Reginaldo Bispo, respectivamente, da Soweto e da Conen e coordenador estadual do MNU, falaram da importância do Congresso. “Nunca houve um momento histórico tão oportuno”, destacou Bispo.
Três documentos foram apresentados à Plenária e serão discutidos no Rio. O primeiro, do Movimento Negro Unificado “Projeto Político do Povo Negro para o Brasil”; o segundo da Coordenação Nacional de Entidades Negras (CONEN), apresentado por Flávio Jorge, “O Congresso que queremos!” e o terceiro apresentado pelo Movimento Brasil Afirmativo “A superação da desigualdade e os desafios para um Brasil Afirmativo”. (veja os textos em Colunistas).
A Plenária terminou no final da tarde com a eleição dos delegados que irão ao Rio, ficando definido o critério de 17 delegados da Capital e 30 distribuídos pelas várias regiões do Estado. O Movimento Brasil Afirmativo elegeu dois delegados para a Assembléia do Rio.
SERVIÇO
COMO CHEGAR
O Instituto de Ação Social – IMAS ex- Instituto Central do Povo – ICP, fica na R. Rivadávia Corrêa, 188 – Gamboa, Centro, RJ.
Para chegar :
Da Rodoviária: ônibus – 128 – Copacabana – Rodoviária
Descer após o Túnel João Ricardo – já em frente ao ICP
ônibus – 172 – Gávea – Rodoviária
Descer após o Túnel João Ricardo – já em frente ao ICP
Do Centro – Ônibus – 128 / 127 / 172 ( passa pela R. 1o. de março) saltar no último ponto da Rua do Livramento ( ponto em frente a Rádio Tupi )
Do Aeroporto Tom Jobim – Galeão – possibilidade de translado ( Preço à combinar – informando data e horário de chegada)
ALIMENTAÇÃO :
As despesas ficarão sob a responsabilidade de cada participante.
São os seguintes os valores das despesas:
INSCRIÇÃO : R$ 5.00
Almoço: R$ 7.00 Jantar: R$ 7.00
HOSPEDAGEM
Para os indicados em Plenária – Ficarão para sistematizar documentos e pré-organização do Congresso.
DIÁRIA – R$ 25.00 ( vinte e cinco reais ) – sábado para domingo Café da manhã- R$ 3.50 Kit roupa de cama : R$ 10.00

Da Redacao