A apresentação da pequisa da Universidade Federal de S. Carlos (UFSCar), pela professora Jacqueline Signoretto, de forma objetiva e evidenciando para a Polícia Militar e também para os ativistas do Movimento Negro que temos sim um grave e grande problema, e  que somente nós, Governo e Sociedade Civil, podemos juntos buscar uma solução para isso mostra que temos chance de escrever um outro final para essa história.

Hoje aquilo que antes só os intelectuais negros apontavam, está publicizado nesta pesquisa, servindo de base para formulação de políticas públicas, que dêem conta de uma questão que há muitos e muitos anos aflige as famílias negras. A Coordenadoria de Políticas para a População Negra e Indígena do Estado de São Paulo se engaja nessa luta e abre as portas para que tenhamos um diálogo breve, que nos leve a políticas públicas eficazes cumprindo assim o seu papel.

 

Elisa Lucas Rodrigues