Em um tempo no qual o jornalismo “empresarial”, mantido por imensas estruturas econômicas, se vê colocado em xeque celebrar os 10 anos da agência Afropress é um luxo. Afinal, trata-se de uma iniciativa pioneira e que enxergou novos caminhos para a produção jornalística, especialmente no que se refere às pautas relacionadas à cidadania, aos direitos humanos e às demais questões que fazem eco na comunidade afro-brasileira. 

Conheci o jornalista e advogado Dojival Vieira em um dos inúmeros eventos da Faculdade Zumbi dos Palmares, na qual atuo como membro do Conselho Consultivo. Fiquei impressionado com sua disposição de luta e seu empenho em nome do bom combate – àquele travado na trincheira da cidadania e do protagonismo dos afro-brasileiros, tão carentes de espaço na chamada mídia “mainstream”. A partir daí, passei a acompanhar mais de perto o trabalho da equipe liderada por ele, e até me tornei colaborador eventual, “pro bono”, da Afropress.



Uma das medidas do valor do trabalho da Afropress são as causas nas quais se engajam Dojival e sua equipe. Eles não têm medo de “cara feia”, nem de seguir contra a corrente. Isso fica evidente nas críticas, por vezes contundentes, à política de inclusão do afrodescendente na economia e na política nacional. Também pode ser visto quando Dojival denuncia ataques racistas aqui e ali.



Enfim, a Afropress é um exemplo de iniciativa que mistura, na proporção correta, jornalismo de qualidade e ativismo. Sem perder o compromisso com quem, de fato, interessa: o digníssimo leitor.



Foram estes atributos que me levaram, em meados de 2014, a incluir Dojival na lista do Prêmio Empreendedor Sustentável, promovido por 1 Papo Reto. E qual não foi a minha surpresa ao ver que o júri, formado por notáveis em diversas áreas, incluíram-no entre os 20 mais bem votados, que receberam o troféu Empreendedor Sustentável 2015 em cerimônia realizada no final de janeiro, em São Paulo.



São evidências de que devemos torcer para que este trabalho se mantenha ativo por mais 10, 20, 30 anos!



Rosenildo Gomes Ferreira é jornalista e empreendedor social. Atua na IstoÉ DINHEIRO como editor-assistente de negócios e colunista d e sustentabilidade. Em 2013, criou a start up Projeto Colaborativo 1 Papo Reto, que comanda o portal 1 Papo Reto, o selo Bate Papo livros e a Girassol 730 Produções.

Rosenildo Ferreira Gomes