São Carlos/SP – Mais uma Universidade Federal aprovou a adoção de cotas no Vestibular. Desta vez foi a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), interior de S. Paulo, que adotará o sistema gradualmente a partir de 2.008.
A proposta aprovada por 18 votos a 15 do Conselho Superior da instituição prevê que 20% do total de vagas deverá ser destinado a alunos oriundos do ensino médio público, em 2.008; em 2011, o percentual sobe para 40% e em 2.014 para 50%. Dentro desses percentuais, 35% das vagas serão reservadas para afrodescendentes (pretos e pardos). Os indígenas terão direito a uma vaga em cada curso.
Segundo o reitor da UFSCar, Oswaldo Baptista Duarte Filho, a representação das comunidades negra e indígena na universidade está abaixo dos percentuais desses segmentos na população brasileira.
“A reserva de vagas é uma discussão antiga na universidade. Percebemos que a participação de alunos da rede pública e de outras comunidades estava menor e tínhamos a preocupação de trabalhar com ações afirmativas”, afirmou o reitor.
O sistema adotado será mantido até 2.017, quando sua continuidade será avaliada. A proposta inicial previa a implantação a partir de 2007, porém, o processo foi adiado em um ano para ter a maioria de votos necessário.
Com a Universidade Federal de São Carlos já passam de 35, o número de instituições estaduais e federais que adotaram o sistema de cotas.

Da Redacao