Brasília – O Centro Universitário da Cidade – UniverCidade -, instituição de ensino superior, do Rio, está bancando a distribuição do livro “Ação Afirmativa ao redor do mundo”, de autoria do acadêmico norte-americano Thomas Sowell, para fazer campanha contra o projeto que dispõe sobre as cotas nas universidades estaduais e federais – o PL 73/99. O livro está sendo entregue acompanhado de uma carta assinada pelo reitor Ronald Guimarães Levinsohn. A instituição não informou à Afropress quando está gastando no lobby para pressionar parlamentares.
Sowell é quadro do Hoover Institution, da Universidade Stanford, base do Partido Republicano de George Bush. Veja algumas de suas idéias: Bush não mentiu sobre as armas de destruição em massa, no Iraque; a imprensa presta um desserviço ao divulgar fotos de iraquianos torturados; os negros têm, sim, QI inferior ao dos brancos por causa de certos aspectos da cultura africana, dentre outras pérolas.
Na Carta distribuída, o reitor da UniverCidade, afirma, entre outras coisas: “A Ação Afirmativa tem agido como a talidomida: parecia que ia curar um simples enjôo de gravidez, mas acabou criando deformações graves nos bebês, além de causar outros problemas. […] A integração que aqui no Brasil se pretende fazer, através de uma lei que tramita no Congresso, de índios e negros e pardos na universidade (por um critério discriminatório que acaba com o princípio da sabedoria, e dos testes de medição).
O lobby da UniverCidade do Rio é a mais recente peça da campanha desencadeada por setores contrários às ações afirmativas no Brasil, que tem na mídia e na Academia, a sua mais forte e poderosa base de pressão sobre o Congresso.

Da Redacao