Rio – Oito horas de arte, cultura e diversão. Depois de 21 anos da tragédia que impactou o mundo, os moradores querem reviver, com ocupação artística e cultural, a Praça Dois, em Vigário Geral – o terceiro maior polo comercial da cidade do Rio de Janeiro. Este é o principal objetivo do programa Ritmos e Territórios que traz oficinas, projeções, muita diversão e entretenimento para jovens e crianças de Vigário Geral e entorno. O evento, que acontece neste sábado (09 de agosto), das 14h ás 22h, é promovido pela Awré Produções e Equipe A Diferença. Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público;

A proposta da 4ª Edição do Ritmos e Territórios é ocupar a Praça Dois oferecendo por oito horas ininterruptas oficinas, workshops, apresentação de shows (de rap, swing, samba, pagode e forró) e projeções de filmes. A programação intensa, que acontece simultaneamente em vários pontos da Praça, conta ainda com a Feira Africanidades do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos do Negro (Comdedine-Rio) e apresentações da Fundação Capoeira do Mestre Serpente.

Todas as atividades são realizadas por artistas e técnicos populares e que residem nas periferias e favelas da cidade do Rio de Janeiro. O objetivo dos organizadores é dar visibilidade a produção cultural e artística das comunidades. “Nosso apelo é para que os governos promovam políticas públicas culturais e de capacitação técnico-artística para os jovens e crianças com intuito de revitalizar espaços como os de Vigário Geral e entorno”, diz Monica, a rapper Combatente Xavier, que coordena a Awré Produções.

Oficinas:

·         A Curupira Filmes leva o estúdio móvel de cinema, projetado em um ônibus personalizado;

·         Desenho e Artes Plásticas – com o graffiteiro Fabio Ema e a FAC – Fabrica de Arte e Cidadania

·         Mídia Livre e Recreação Infantil  – Coletivo Fora do Eixo;

·         Projeções de multimídia e Vivencia em áudio-visual – Coletivo Ambulante Cultural e Comando Selva 22;

·         Som, Mixagem e DJ com a Equipe de som A Diferença.

Shows

·         Carlos Dafé, morador de Vigário geral e um dos precursores da Soul Music no Brasil, bota todo mundo pra dançar;

·         Rollo e Jonathan Ferr apresentam "Cinco Buarques" — releituras das canções de Chico Buarque de Holanda;

·         Rapper Mônica, a Combattente Xavier;

·         Forró Sexy Love

·         DJ Doni tocando muita Black Music;

·         Rapper´s do Circuito Carioca de Ritmo e Poesia – Manguinhos;

·         Rapeer’s Mari Duarte, B.Makalé e Macarrão

·         Rhê Guimarães com o melhor da MBP;

·         Márcia Regina interpretando grandes sucessos.

Apoio:

·         Associação das Vítimas da Chacina de Vigário Geral, moradores e comerciantes da Praça 2.

·         Hovep

·         Instituto Municipal Eixo Rio

·         ECO/UFRJ

·         Comdedine-Rio

·         Consciência Black

·         ANF – Agencia de Notícias das Favelas

·         Centro de Tradições Afro-brasileiras Egi Omin

 

 

 

 

Rosiane Rodrigues